O empresário Abílio Diniz

Morre o empresário Abílio Diniz aos 87 anos

Um dos maiores, senão o maior, empresários do Brasil dos últimos 40 anos, Abílio Diniz faleceu agora há pouco em São Paulo. O empresário estava internado em estado grave no Hospital Albert Einsten para tratar uma pneumonia, a internação já durava cerca de duas semanas. Ele esteve na UTI durante todo o tratamento.

Abílio Diniz estava nos Estados Unidos se recuperando de duas cirurgias no joelho, quando começou a passar mal e optou por voltar ao Brasil para se tratar. Seu pai foi o fundador do Grupo Pão de Açúcar, e Abílio Diniz foi o responsável por presidir e controlar o grupo por quase 60 anos. Foi em 2012, após uma disputa judicial com o seu, até então, sócio francês Casino, que ele vendeu a sua parte do GPA. Mas não foi por isso que ele deixou o mercado do varejo.

Após algum tempo, tornou-se sócio do Carrefour e era um dos maiores acionistas. Até o seu falecimento, ele ocupou a vice-presidência do conselho de administração do Carrefour Brasil e era integrante do board do Carrefour Mundial, onde era um dos maiores acionistas da rede.

Atualmente a Península – empresa que controla as participações da família Diniz – é a segunda maior acionista do Carrefour. Detém 8,4% de participação e 13,73% do capital votante. Acima deles, apenas a família Moulin. Abílio Diniz era, também, o presidente do conselho da Península.

A informação do falecimento do empresário, foi divulgada pelo jornal O Globo. E até o momento não há informações sobre o velório e sepultamento.

Nota oficial

“É com extremo pesar que a família Diniz informa o falecimento de Abilio Diniz aos 87 anos neste domingo, 18 de fevereiro de 2024, vítima de insuficiência respiratória em função de uma pneumonite.

O empresário deixa cinco filhos, esposa, netos e bisnetos, e irá ao encontro do seu filho João Paulo, falecido em 2022. Desde já, a família agradece a todas as mensagens de apoio e carinho.

Em breve, enviaremos mais informações sobre o velório.”

Sobre Abílio Diniz

De família portuguesa, Abílio Diniz foi o primeiro de seis filhos e desde criança ajudava seu pai no comando da doceria Pão De Açúcar. Esta que, mais tarde, viria a ser um dos maiores grupos de varejo do país.

Durante sua infância, também se apaixonou pelos esportes, e se destacando cada vez mais viu a sua ingenuidade dar lugar à confiança.

Nos anos 50, ele terminou o ensino médio e foi estudas na segunda turma de administração da Fundação Getúlio Vargas – FGV. Ao terminar o curso, ele pensou em ir para os Estados Unidos estudar mais e se especializar para ser professor. Quando estava de malas prontas, seu pai propôs que juntos, eles abrissem um supermercado. Abílio Diniz, sempre com um tino incrível para os negócios, viu futuro na proposta do pai, e eles abriram juntos a primeira loja do Pão de Açúcar. Sempre atento ao mercado, Abílio Diniz foi o primeiro a criar supermercados dentro de shoppings e a ter lojas abertas 24 horas.

Mas se engana quem acha que o empresário nunca passou por crises, ele passou sim. Inclusive no final dos anos 80, que ele enfrentou um racha familiar por conta da sucessão do Pão de Açúcar, crise essa que só foi resolvida em meados de 1994. No final de 1989, o empresário foi sequestrado e passou 7 dias em cárcere privado em um cubículo subterrâneo. E em 1990, o próprio Pão de Açúcar enfrentou um crise que deixou a empresa a beira da falência. Com tudo o que aconteceu, Abílio Diniz afirmou que renasceu como uma pessoa melhor, e reafirmou sua profunda relação com Deus.

Compartilhe: