Como conciliar a maternidade e uma carreira de sucesso

Como conciliar maternidade com uma carreira de sucesso

Uma das maiores dentistas especializadas em dor orofacial do Espírito Santo, Tatiana Fioroti, iniciou a carreira na ortodontia em 2001. A profissional gosta de cuidar de sorrisos, e trouxe às pessoas mais autoestima, a fim de melhorar a estética e a função do sorriso.

Depois de um tempo nesta área, a dentista entendeu que precisava expandir. Sentiu a necessidade de viver um propósito maior e de ajudar as pessoas de uma forma mais plena. “Eu sempre tentei não ser aquela profissional que estava ali apenas para fazer a manutenção, mas sim ouvir, estar próxima ao paciente, entender suas dores.” – relata Fioroti.

A especialista conta que sempre trabalhou e estudou muito. No entanto, quando seu filho João Miguel nasceu, passou três meses de privação de sono. Na época, a mãe não sabia que seu filho estava dentro do espectro autista. Com todo o estresse emocional pós-parto e cansaço, dores fortes na face foram desencadeadas 24 horas por dia. Tatiana relatou que precisava ficar sedada para suportar as dores.

Mulheres trabalhadoras, quando chegam à maternidade, podem enfrentar exaustão profunda. Uma pesquisa realizada pela InfoJobs, em 2021, aponta a sobrecarga feminina em cerca de 86% das mulheres entrevistadas. Mães precisam se desdobrar ou até triplicar a jornada de trabalho, ao conciliar atividades profissionais com o cuidado materno e doméstico.

Leia também: Referência no setor de real estate, Sophia Martins, marca presença em palestra no Seminário Mulheres no Mercado Imobiliário em  São Paulo

A dentista, no entanto, adaptou sua rotina. Costumava viajar constantemente para participar de cursos e especializações. No entanto, por conta da maternidade e dedicação ao filho, passou a promover encontros em sua cidade, Colatina, no Espírito Santo. “Mergulhei nos estudos, trouxe muitos professores para a cidade e tive a ideia de criar uma clínica especializada nesse tipo de procedimento” – conta a profissional. Sua dor seria combustível para ajudar outras pessoas na mesma situação.

Tatiana, então, se especializou em harmonização orofacial e junto a dois amigos, em 2018, fundaram a Botolifting, clínica de estética facial que rapidamente se tornou uma rede especializada na área. Em 2020, a marca foi inserida no modelo franchising.

Hoje, a empresa possui mais de 50 franquias por todo o território nacional em diferentes modelos. Incluindo taxa de franquia, equipamentos, infraestrutura e instalações, o total estimado para salas comerciais é de a partir de R$190 mil. Este modelo fatura de R$60 mil a R$80 mil, com rentabilidade de 15% a 25%. Já em shoppings, lojas de rua e galerias, o total estimado é a partir de R$290 mil, com faturamento de R$100 mil a R$160 mil, e possui rentabilidade de 18% a 25%. “Percebi que poderia ajudar outras pessoas através da minha experiência. E isso me motiva diariamente a buscar ser melhor, a me especializar ainda mais. Esse é o meu objetivo de vida, e me sinto realizada proporcionando aos meus pacientes mais autoestima” – completa Fioroti. Portanto, seu objetivo é somar na vida das pessoas, devolvendo a autoestima e alegria

*Esse texto foi gentilmente cedido pela assessoria de imprensa

Compartilhe: