Desenvolvido por Investing.com

Housi é a primeira empresa do ramo imobiliário a oferecer experiência no Metaverso

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Housi no metaverso
Foto: Divulgação

A Housi – pioneira em moradia flexível, 100% digital – estreou no Metaverso Decentraland com um prédio virtual baseado em suas flagships. Lá, o usuário pode vivenciar toda a experiência de ser um morador. Com uma parceria feita com a empresa MetaMundi, especializada em soluções para metaveso, a Housi inovou mais uma vez dentro do segmento de empresas imobiliárias, e oferece uma experiência imersiva em um ambiente 100% virtual.

A empresa está levando a sua própria comunidade para dentro do metaverso. Mas ainda prometefestas digitais, housi talks e eventos exclusivos com presenças VIPs.

Inicialmente, o prédio da Housi no metaverso será desenvolvido junto a agência MetaMundi – crossover da Metaverse Agency, de Byron Mendes, e a Dellarte Soluções Culturais, de Steffen Daueslberg – e contará com atividades em três dos quatro andares disponíveis. 

Um dos principais metaversos da atualidade, Decentraland foi o universo virtual escolhido para abrigar o empreendimento. O espaço já conta com a presença de grandes empresas e instituições, como o banco JPMorgan, Samsung, Dolce & Gabbana, Tommy Hilfiger e Hugo Boss. E agora é a nova casa da Housi no metaverso.

Agora através do APPSpace da Housi, toda a praticidade de ter serviços na palma da mão em um modelo de moradia flexível e 100% digital que conecta pessoas com experiências está disponível.

A empresa no metaverso

O andar térreo é aonde os visitantes encontram as obras que são produzidas em parceira com o artista visual Beto Gatti. Tais obras retratam variações do urso Otto – mascote da empresa.

Os NFTs da Housi estarão disponíveis para compra. Tais tokens dão acesso à benefícios que serão liberados no futuro, como por exemplo encontros com influenciadores, jantares com celebridades e acesso a festas VIPs nas unidades Housi.

Já na área do lobby, os visitantes do prédio podem encontrar todas as facilidades que a Housi oferece ao público em seus prédios físicos. Lavanderia, academia, mercadinho, adega de vinhos, área Pet, farmácia e café 24 horas.

Leia também: Grendene anuncia estreia no mercado de NFTs da Melissa

Já no terceiro andar do prédio, as pessoas são inseridas em uma espécie de reileitura tecnológica dos espaços de coworking presentes nos prédios físicos da empresa. O rooftop, mostra aos usuários que eles podem usufruir de um calendário completo de atividades interativas e comunitárias. Dentre tais eventos, estão inseridos festas na piscina com direito a drinks, flamingos e os ursos da Housi. Essa experiência promete refletir completamente o estilo de vida que a empresa busca oferecer aos seus moradores.

“A essência da Housi é inovadora e disruptiva. O nosso pontapé inicial nesse universo foi quando apresentamos o primeiro empreendimento conectado à tokenização. Agora, com o Metaverso poderemos atender nossos clientes em qualquer lugar. Imagina estar em uma Housi de outro estado participando de um evento no Metaverso, e o melhor, em tempo real”, comenta Alexandre Frankel, CEO da Housi.

Apartamento hitech permite tornar Metaverso ainda mais real

Para tornar essa experiência ainda mais real e ainda atrelar o digital ao físico, a Housi montou um apartamento showroom completamente tecnológico em uma de suas unidades. Mais especificamente no prédio da Rua Bela Cintra, 1425. A idéia é que a pessoa sinta como será viver num futuro – que pode não estar tão distante assim. “Queremos continuar com o nosso propósito de conectar pessoas com experiências inovadoras e agora faremos isso também na Web 3.0”, afirma Alexandre.

A Housi do futuro

O ambiente é chamado de “Housi do futuro”, o apartamento é completamente revestido por telas de LED, através das quais o visitante pode criar o seu próprio avatar e visitar o espaço da marca da Decentreland. Ainda será desenvolvida uma agenda junto a artistas e influenciadores digitais.

As pessoas costumam imaginar um futuro complicado até por conta da quantidade de tecnologia que vemos ao nosso redor. Mas a imersão neste apartamento da Housi vem para mostrar que as coisas serão bem menos complicadas do que a gente imagina. Isso porque o quarto que é totalmente branco, conta apenas com uma cama, um computador e algumas telas de LED. Através desses itens, a empresa deixa claro que é possível sim usufruir de tecnologias futuras que podem estar no nosso cotidiano com o mínimo de esforço possível. E claro, as telas vão oferecer tutoriais para que todos os visitantes possam usufruir das funcionalidades tecnológicas do espaço em questão.

“A ideia é mostrar a Housi no Futuro. As pessoas poderão morar de Housi para vivenciar a vida no universo paralelo. É como se fosse o quarto do Black Mirror, será o nosso Housi Pink Mirror”, comentou o CEO da Housi, fazendo comparações com a famosa série “Black Mirror” da Netflix, que utiliza a ficção científica para apresentar situações de um dia a dia envolto em tecnologias futuristas.