Cris Valen

Executiva deixa o mercado financeiro para dar vida a um hobby de família

*Esse texto foi gentilmente cedido pela assessoria de imprensa.

Muito mais do que velas aromáticas, águas perfumadas, sais de banho e outros produtos de home care, Cris Valen traz uma história de família. O próprio nome da marca entrega: Cristina e Valentina, avó e neta inseparáveis. Aos poucos, fazer os produtos juntas se tornou um passatempo, uma diversão em família.

A brincadeira começou há 5 anos. Com um certo estoque, presentearam amigos e familiares. Admirados com a qualidade dos produtos, surgiram encomendas, o que, certamente, fomentou a ideia de transformar a diversão em um negócio.

Ao vislumbrar um futuro promissor para a marca, Victoria, filha mais nova de Cris, formada em direito, com experiência no mercado financeiro e de tecnologia, estava pronta para enfrentar o desafio do empreendedorismo e foi assim que, em 2023, nasceu oficialmente a Cris Valen.

Fomentar o empreendedorismo feminino foi um dos impulsos iniciais. Segundo a Forbes Mulher, investidores podem estar deixando passar mentes brilhantes e perdendo oportunidades em startups de mulheres. Homens recebem sete vezes mais financiamento.

A conscientização é uma das maneiras de ajudar na mudança de comportamento. Os investidores, esclarecidos da existência dos preconceitos de gênero, poderão avaliar melhor as decisões, antes de serem levados por estereótipos de que a mulher não é uma boa gestora de empresa.

Leia também: Tonzão Chagas vence a prova de fogo. Veja quem foi para a baia

A luta de Vicky, dentro disso, é com a Cris Valen, que busca rodear seu ecossistema de parceiras mulheres para também estimular o empreendedorismo feminino em outras áreas. Um exemplo disso foi no lançamento da marca, onde todos os fornecedores eram mulheres, tais como o Buffet, a DJ, a fotógrafa, entre outras especialidades.

Desafios não faltam, principalmente sendo uma marca nova no mercado. Além da captação de recursos mencionada anteriormente, um dos impasses é formar uma equipe eficiente e de confiança para impulsionar a marca. Além disso, é necessário ter muita sabedoria na alocação dos recursos para garantir a saúde financeira e uma atividade perene.

Outra questão que instiga a empreendedora é a sustentabilidade. Vicky diz que, apesar de ser seu maior desejo, demanda uma reeducação cultural e há uma escassez de fornecedores, ou seja, o custo ainda acaba sendo muito alto.

Hoje, para Vicky, em poucas palavras, o que define a marca é o símbolo da família e mulheres fortes e resilientes. Assim, a empresária trouxe o amor do lar à luta pelo espaço que as mulheres merecem nesse mercado. Vicky pontua que trabalhar em família é um ambiente acolhedor, as questões geracionais e culturais são inevitáveis, no entanto, trazem perspectivas complementares para o negócio, de forma que o impulsione e ajude cada geração a cobrir seus gaps de conhecimento.

Victoria Makdissi teve experiência como sócia e diretora em transformação digital na maior gestora de ativos alternativos do país. É advogada por formação com pós em Recuperação Judicial e Falência e MBA em Finanças pelo Insper. A sócia fundadora diz que Cris Valen busca trazer através de seus produtos um refúgio e, ao mesmo tempo, sofisticação e luxo sustentável.

Compartilhe: